Horta comunitária no bairro Benfica será inaugurada este mês

No mês de janeiro, o bairro Benfica, região Norte de Juiz de Fora, receberá um novo projeto comunitário. A Horta Comunitária, idealizada por Arimateia Neves e José Maria Tomaz, ganhará vida em um espaço cedido pela empresa MRS Logística e vai levar um novo espaço à comunidade.

A horta fica às margens da linha férrea que corta o bairro. No local havia muito entulho e lixo e era considerado perigoso pelos moradores da região. Em julho de 2018, a MRS tomou conhecimento de uma denúncia feita através das redes sociais, como conta a Analista de Relações Institucionais de Minas Gerais da MRS, Tathiane Miranda.“Esse era um problema que estava no nosso radar porque sempre realizávamos limpeza no local que era um ponto de descarte de entulho. A gente tinha muita dificuldade de identificar quem eram as pessoas que descartavam lixo área e sempre que limpávamos tinha o alto custo da manutenção”, disse. Após identificarem o responsável pela publicação e perceberem a atuação dele na comunidade de Benfica, a MRS fez contato com o morador e outros representantes para tratar sobre a área em questão.

O problema pesava para os dois lados, empresa e comunidade. Em busca de uma solução para o problema, as partes envolvidas tiveram a ideia da Horta Comunitária. “As expectativas estavam alinhadas e nós da MRS começamos a avaliar se esse projeto seria possível. Os moradores tinham a intenção de idealizar a horta e a gente já conhecia casos de sucessos de hortas implantadas às margens das ferrovias”, disse a analista. Definida como seria feita a utilização da área, em outubro do último ano, a MRS cercou o espaço para dar início ao projeto comunitário. Todo o espaço foi avaliado tendo como base diferentes questões como, por exemplo, a segurança. “Fizemos um termo de permissão de uso junto com a associação de moradores. A área permanece como uma área da MRS, mas a associação tem a permissão para construção dessa horta. Além disso, buscamos recursos para realizar. E muitos custos a própria comunidade estava disposta a angariar”, explica.

O projeto não tem fins lucrativos e os participantes são voluntários. Foto: Divulgação MRS

Arimateia Neves e José Maria Tomaz, contando com todo o apoio dos moradores, passaram a dar vida ao espaço que antes era utilizado de forma indevida como local de descarte de lixo e foi se transformando em um importante projeto para beneficiar a comunidade. “A população recebeu a ideia muito bem e estão dando o maior apoio, participando e comentando. Estamos muito satisfeitos.A gente achou que não iria acontecer. O projeto está tão bonito que está todo mundo elogiando”, disse Neves. Ele ainda conta que a comunidade conseguiu todo o esterco para os canteiros. Além disso, com apoio voluntário, realizaram toda a pintura do local. “A MRS disponibilizou pra gente 800 mudas e nós juntamos com algumas outras e realizamos a plantação”, conta.

O projeto não tem fins lucrativos e os participantes são voluntários. A Horta Comunitária é a primeira realizada pela MRS, com faixa de domínio da mesma,e também a primeira de Minas Gerais. Tudo que for plantado e colhido na horta será doado para escolas, creches e associações e famílias carentes do bairro Benfica e região.

Agora, o espaço terá utilidade para a sociedade. A inauguração será no dia 19 de janeiro, às 9h da manhã. O projeto vai homenagear um morador e feirante conhecido na comunidade e receberá o nome de “Horta Comunitária Sebastião Duque”, conhecido como ‘Tião Duque da Feira Livre’. Crianças de uma creche localizada na comunidade vão estar presentes durante o evento para realizar o plantio em um dos canteiros.

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente



Digite a palavra e tecle Enter.