FÉRIAS ESCOLARES: como manter crianças e adolescentes longe dos perigos durante o recesso escolar

Dezembro é um mês que carrega consigo o período de férias e o calor do verão. Nesta época do ano, crianças e adolescentes têm mais tempo livre em casa para se divertir, seja em atividades externas, como passeios e piscinas, ou atividades internas, como games e qualquer acesso a tecnologia.

Apesar de ser um período saudável, esse cenário expõe a garotada a situações perigosas em meio aos momentos de entretenimento e diversão. Por este motivo, é importante que pais ou responsáveis e os próprios adolescentes estejam atentos aos principais cuidados para manter a alegria das férias.

Em Juiz de Fora, a Guarda Municipal lançou neste mês de dezembro um projeto, denominado “Férias legal. Férias seguras”, com o objetivo de levar as crianças e adolescentes das escolas da cidade informações sobre segurança neste período de férias. “Neste momento que estamos às vésperas do término do ano letivo, nós procuramos levar às crianças e aos adolescentes algumas dicas e orientações para que eles possam ter um recesso escolar de forma mais tranquila e com segurança”, explica Emilce de Castro, comandante da Guarda Municipal. O projeto é desenvolvido pelo grupo Guardas no Apoio e Prevenção nas Escolas (Gape) e faz parte da comemoração de 10 anos da Instituição da Guarda Municipal. Os assuntos variam entre atividades internas e externas, e cuidados necessários para se manter seguro durante as atividades no período de férias. “Neste período de férias notamos que as ocorrências de acidentes domésticos aumentam muito, principalmente em relação aos objetos que temos dentro de casa, acidente com a criança que quer subir em algum local, por exemplo, e acaba se machucando, queimadura e também questões de eletricidade ou água. Abordamos todos os tópicos que podem trazer riscos a crianças e ao adolescente se não tiver um adulto por perto para fazer orientação”, disse. Além disso, dicas de trânsito e prevenção ao uso de drogas também são reforçadas durante as palestras nas escolas.

O projeto “Férias legal. Férias seguras” tem como objetivo de levar as crianças e adolescentes das escolas da cidade informações sobre segurança neste período de férias. Foto: Rafaela Frutuoso

A comandante da Guarda Municipal reforça que os pais ou responsáveis precisam estar atentos às atividades realizadas pela garotada.

 

DENTRO DE CASA

  • Atenção aos objetos que podem trazer riscos a criança e ao adolescente em casa. “Certificar se eles têm habilidade para lidar com os utensílios da cozinha ou com o fogão”, explica.

 

ATIVIDADES AO AR LIVRE:

  • Estar atento as atividades em praias, piscinas ou cachoeiras para que não resulte em acidentes, como afogamento.
  • Durante brincadeiras realizadas nas ruas, é importante estar atento ao trânsito. Emilce ressalta que os pais ou responsáveis devem verificar as companhias que as crianças/adolescentes estejam brincando. “O que essa companhia pode oferecer?”, indaga a comandante.

 

USO DA TENCOLOGIA

Emilceressalta que é importante que os pais ou responsáveis prestem atenção nas pessoas com quem as crianças ou adolescentes estão conversando. “Seja no celular ou no computador. Verificar com quem estavam conversando, quanto tempo e quais eram esses assuntos. Eles estão com o tempo muito livre em casa neste período de férias, é importante que os pais ou responsáveis verifiquem o que eles fizeram durante o dia”.

De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PnadC), divulgada no início do ano pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil fechou 2016 com 116 milhões de pessoas conectadas à internet, o equivalente a 64,7% da população com idade acima de 10 anos. Segundo ela, é importante que os pais e responsáveis, e até mesmo a criança ou adolescente, estejam atentos ao tempo gasto utilizando as redes sociais. “Existem outras atividades que podem ser desenvolvidas no dia a dia de forma saudável e prazerosa”, disse. A comandante ainda reforça que é importante que às crianças e os adolescentes, caso percebam que alguém esteja questionando sobre assuntos de cunho pessoal, comentem com seus responsáveis. “Sempre mostrar para a mãe, o pai ou o responsável para que eles estejam cientes do que está acontecendo. Com certeza vamos evitar maiores desgastes com outras situações que hoje em dia, infelizmente, acontecem com crianças e adolescentes”, finaliza.

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente



Digite a palavra e tecle Enter.