Judiciário mineiro adere à campanha contra o câncer de próstata

Chamar a atenção da população masculina para a importância da adoção de hábitos de vida saudáveis e da prevenção contra doenças que prevalecem entre os homens, em especial, o câncer de próstata. Com esse objetivo, acontece em todo o País, neste mês, o Novembro Azul. Em adesão à campanha, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) irá realizar, nos próximos dias, ações pontuais junto ao público interno e externo da instituição. Além de levar informações sobre a doença, um dos focos da campanha no Judiciário mineiro é a prevenção ao diabetes.

Dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca) indicam que, no Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens, ficando atrás apenas do câncer de pele não melanoma.  Em valores absolutos, é o quarto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente em homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. Estima-se que 68 mil novos casos da doença deverão ocorrer no País, em 2018.

Já o diabetes, moléstia crônica caracterizada pela deficiência na produção de insulina pelo pâncreas ou ineficiência de sua ação no organismo, acomete 400 milhões de pessoas no mundo, causando mais de 5 milhões de mortes anuais – em parte porque aproximadamente metade das pessoas não sabe que possui a doença. No caso do Brasil, já são mais de 13 milhões de pessoas com diabetes, 6,9 % da população. Muitas delas, sem diagnóstico e a maioria com controle inadequado da enfermidade.

Vem de Azul

Para alertar os homens para esse contexto, luzes azuis estão iluminando a sede do TJMG no alto da avenida Afonso Pena e o Palácio da Justiça Rodrigues Campos, primeira sede da instituição, desde o último 1º de novembro. Além disso, na tarde desta quarta-feira, 7 de novembro, uma equipe da Gerência de Saúde (Gersat), composta por  médicos e enfermeiros, está disponível, em um stand no 1º andar do Edifício Sede, prestando orientações sobre cuidados e prevenção ao câncer de próstata a servidores e magistrados.

“Também hoje, em alusão ao Dia Mundial do Diabetes, comemorado igualmente neste mês de novembro, estão sendo oferecidos no stand testes de glicemia e medição de Índice de Massa Corporal (IMC) aos servidores que apresentam fator de risco para diabetes, visando conscientizá-los sobre a importância da prevenção e da educação nos cuidados de pacientes com a doença”, explica Karine Lima, da Coordenação de Qualidade de Vida no Trabalho (Covit) da Gersat.

No TJMG, o Novembro Azul, para além da ênfase na prevenção e no diagnóstico precoce do câncer de próstata e do diabetes, apresenta um objetivo mais amplo: promover uma conscientização sobre a importância de se pensar na saúde integral do homem. Por isso, a equipe da Gersat também está distribuindo ao público, no dia de hoje, a cartilha Saúde do Homem, que reúne várias informações que visam ao cuidado integral da saúde masculina.

Além disso, no dia 23 de novembro, a exemplo do que ocorreu durante a campanha Outubro Rosa, o Judiciário mineiro realiza o Vem de Azul, por meio do qual  magistrados, servidores, advogados e usuários da Justiça são convidados a utilizar uma peça de roupa azul em seu vestuário. Fotos tiradas por aqueles que aderirem ao chamamento serão divulgadas nas redes sociais do TJMG, com as hashtags #VemdeazulTJMG e #NovembroAzulTJMG.

Câncer de próstata

Como a idade é um dos fatores de risco mais importantes para o câncer de próstata, a recomendação é que os homens se consultem com um urologista após 45 anos de idade, ou a partir dos 40 anos, caso algum familiar tenha sido diagnosticado com a doença. Na Cartilha Saúde do Homem, produzida pela Gersat, figuram como fatores de risco para a doença, ainda, a história familiar, o tabagismo, o alcoolismo e a obesidade. Ainda de acordo com informações da cartilha, a prescrição de exames como a dosagem de PSA e o toque retal sofreu alteração, não sendo mais indicada de forma indiscriminada. Por isso a importância da procura de um profissional médico.

“Nas fases iniciais, o câncer de próstata se apresenta silencioso, não causando nenhum sintoma específico. Com seu crescimento, podem surgir sintomas urinários obstrutivos e outros: dificuldade miccional; frequência urinária aumentada durante o dia ou à noite; diminuição do jato urinário, gotejamento após a micção, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga, urgência, incontinência; sangramento pela uretra; dor lombar ou óssea; infecções generalizadas ou insuficiência renal (em casos mais graves). Como pode apresentar-se silencioso nas fases iniciais, é de fundamental importância a realização de avaliações periódicas de saúde, principalmente para os homens com mais de 50 anos”, explica o material informativo.

Diabetes

No caso do diabetes, de acordo com dados da Gersat, a Associação Americana de Diabetes recomenda que adultos que estejam acima do peso ou obesos e que tenham um ou mais fatores de risco realizem exame para detecção da doença. Aqueles que não apresentam fatores de risco devem começar a fazer os exames aos 45 anos.

Ente os fatores de risco para o diabetes do tipo 1, embora não haja pesquisas conclusivas sobre isso, está a questão genética. Entre os riscos para o tipo 2 da doença, figuram: idade superior a 45 anos; sedentarismo; pressão alta; sobrepeso, principalmente se a gordura estiver concentrada em volta da cintura; colesterol alto ou alterações na taxa de triglicérides no sangue; pais ou irmão com diabetes; e apneia do sono, entre outras.

Ainda de acordo com informações da Gersat, o diabetes começa antes de a glicemia se elevar, quando as pessoas se descuidam e começam a engordar, não fazem atividade física e não se alimentam adequadamente. Entre os principais sintomas da doença, estão o cansaço fácil, muita sede, emagrecimento, aumento de apetite e urina aumentada. O diagnóstico é feito por meio de exames laboratoriais específicos que avaliam a dosagem de glicose no sangue.

Fonte: TJMG

Compartilhe




Receba nossa Newsletter gratuitamente



Digite a palavra e tecle Enter.