Público poderá prestigiar três espetáculos juiz-foranos esta semana

Representando a cena teatral de Juiz de Fora, três montagens de artistas locais ainda podem ser prestigiadas até o fim de semana no “ATO”, evento da Prefeitura de Juiz de Fora, realizado pela Fundação Cultural Alfredo Ferreira Lage (Funalfa).

Os ingressos estão à venda no Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM), onde as apresentações acontecem, na Av. Getúlio Vargas, 200, Centro.

Nesta quinta, 14, às 20 horas, o público poderá conferir a peça “Palhaços”, do GTMG/Cia. Tralha. No palco, dois atores dividem a cena para mostrar a relação entre um palhaço em fim de carreira e um de seus espectadores.

O encontro, que propunha ser um gesto de admiração do fã por seu ídolo, transforma-se em um jogo cruel de inversão de personalidades. Os personagens travam uma batalha agressiva, estabelecendo um verdadeiro enfrentamento interpessoal.

Cenografia e figurino, idealizados por Alexandre Guttierrez, Marcos Marchiori e Bruno Quiossa, foram trabalhados em tons monocromáticos, indicando a melancolia dos personagens e do universo retratado. Para contrastar com a estética acinzentada da peça, foram utilizados adereços em cores intensas, simbolizando a vida que se esconde sob o estado de degradação dos personagens. A peça foi viabilizada por meio da Lei de Incentivo à Cultura “Murilo Mendes” e tem como classificação 16 anos.

#Trintei

No espetáculo “#Trintei”, a Cia. Santa Corja apresenta ao público os dilemas dessa época. Quatro personagens desabafam, de forma leve e descontraída, sobre a crise de idade, no divã de uma psicóloga. Composta pela união de quatro monólogos, a peça aborda o conflito sofrido por Bruce, Camila, Elisa e René, que se questionam acerca dos dilemas que circundam suas vidas, como carreira profissional, relacionamento e cobranças sociais exercidas sobre as pessoas. A comédia será apresentada sexta, 15, às 20 horas. A classificação é 14 anos.

Se bicho eu pudesse ser

A criançada também tem vez no “ATO”. No sábado, 16, a Caravana de Histórias encenará a peça “Se Bicho Eu Pudesse Ser”, que reúne algumas linguagens artísticas, como a contação de histórias, o teatro e a música. Tendo como fio condutor a literatura, o grupo passeia e interage pelo universo lúdico e encantador do mundo das histórias. Com o objetivo de estudar, refletir e praticar a contação de histórias, a proposta potencializa a prática de narrativas de contos populares, a partir de uma seleção de histórias e músicas com a temática de bichos.

A sessão é livre e acontece às 15 horas.


 Fonte: Assessoria/PJF

Compartilhe
Digite a palavra e tecle Enter.