Governo mineiro pode repassar serviço de diagnóstico por imagem à gestão privada

Governo mineiro pode repassar serviço de diagnóstico por imagem à gestão privada

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, informou, na manhã dessa segunda-feira, 22, que os serviços de diagnóstico por imagem dos hospitais estaduais podem passar a ser geridos pela iniciativa privada. O anúncio foi feito em Belo Horizonte, após encontro de governadores do PT.

O serviço de diagnóstico por imagem inclui a realização de exames como ressonância magnética, tomografia e radiografias, entre outros. A gestão privada desse serviço já é adotada na Bahia, e a experiência foi apresentada no encontro pelo governador do estado, Rui Costa.

Técnicos da Secretaria de Saúde de Minas Gerais deverão visitar hospitais de Salvador no próximo mês para conhecer a experiência de perto e avaliar a viabilidade da sua adoção na rede de saúde estadual.
Segundo Pimentel, a expectativa é transferir a gestão do serviço para a iniciativa privada já no fim deste ano. "O diagnóstico por imagem demanda uma atualização tecnológica permanente e, muitas vezes, o serviço público tem dificuldade. As licitações são lentas e, quando os equipamentos chegam, há risco de já estarem obsoletos. Por isso, a ideia de repassar [a atividade] ao setor privado, e o estado remunerar pelo serviço prestado. Vai trazer uma agilidade muito maior para o paciente", afirmou o governador.

Além de Pimentel e Rui Costa Pimenta, participaram do encontro os governadores Tião Viana, do Acre, e Wellington Dias, do Piauí. Os governadores petistas estão mantendo encontros periódicos para troca de experiências administrativas. A próxima reunião será na Bahia.