Prefeito confere primeiro dia de funcionamento da “Sala de Operações” do Plano de Contingência contra o Aedes aegypti

Prefeito confere primeiro dia de funcionamento da “Sala de Operações” do Plano de Contingência contra o Aedes aegypti

O prefeito Bruno Siqueira esteve, na manhã dessa segunda-feira, 22, conferindo a primeira hora de funcionamento da “Sala de Operações” montada para o Plano de Contingência contra o Aedes aegypti. A sala funciona no auditório da Defesa Civil e conta com o trabalho integrado também das secretarias de Administração e Recursos Humanos (SARH), Saúde (SS), Atividades Urbanas (SAU), Planejamento e Gestão (Seplag), Comunicação Social (SCS), do Departamento de Limpeza Urbana (Demlurb) e da Guarda Municipal (GM). Bruno reuniu-se com o secretário de Obras, Amaury Couri, o subsecretário de Defesa Civil, Márcio Deotti, e a chefe da Guarda Municipal, Emilce de Castro, para nortear as ações integradas dos órgãos da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF).

O prefeito determinou que as ações devem atingir todo o município e conscientizar toda a população do seu papel nesse enfrentamento. “As pessoas devem saber que a dengue é um problema de todos. Todos têm interesse e responsabilidade de acabar com o mosquito, lembrando sempre que 80% dos focos são encontrados dentro das residências. Os agentes de endemias são orientadores, têm papel de informar, explicar o que pode ser foco do mosquito, mas quem tem que limpar é o próprio morador”.
Bruno falou, ainda, do empenho da Prefeitura em fazer a sua parte no que diz respeito aos possíveis focos em imóveis. “Já determinei que não tenhamos problemas de focos do mosquito nos prédios públicos, e que os imóveis de responsabilidade da Prefeitura estejam devidamente vistoriados”.

Ainda segundo o prefeito, o trabalho integrado das secretarias vai agilizar as ações de combate ao Aedes e otimizar os recursos. O local reúne informações dos recursos humanos e de equipamentos de cada pasta e centraliza o recebimento de demandas e denúncias. A sala funciona das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira. O formato será mantido até que a epidemia seja vencida no município. Os demais serviços prestados pelas pastas continuam normalmente.

Plano de Contingência

A manhã do último sábado, 20, foi marcada pela efetivação de um plano de contingência para o combate às doenças transmitidas pelo Aedes aegypti em Juiz de Fora. Durante toda a manhã, representantes de todas as secretarias da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) discutiram a aplicação das medidas de atuação frente ao avanço do mosquito transmissor da Dengue, Zika vírus e Febre Chikungunya.

O plano extrapola a divisão de secretarias. É um trabalho conjunto, integrado, como explica o subsecretário de Defesa Civil, Márcio Deotti. “O plano de contingência supera as competências de cada secretaria. Temos que convencer todo mundo que esse não é um problema da Prefeitura, é um problema da sociedade. Estamos trabalhando para aumentar a rede de combate, ampliando o número de multiplicadores das ações”.

Trabalham em conjunto as secretarias de Obras (SO), Governo (SG), Administração e Recursos Humanos (SARH), Saúde (SS), Desenvolvimento Social (SDS), Atividades Urbanas (SAU), Meio Ambiente (SMA), Transporte e Trânsito (Settra), Educação (SE), Planejamento e Gestão (Seplag), Comunicação Social (SCS), Esporte e Lazer (SEL), Fazenda (SF), Agropecuária e Abastecimento (SAA), a Comissão Permanente de Licitação (CPL), o Departamento de Limpeza Urbana (Demlurb), a Guarda Municipal (GM), a Agência de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon), a Empresa Municipal de Pavimentação e Urbanização (Empav) e a Empresa Regional de Habitação (Emcasa).

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro