Regiões sem energia elétrica precisam aguardar Plano Diretor

Regiões sem energia elétrica precisam aguardar Plano Diretor

Com a promessa de que o Plano Diretor chegará à Câmara Municipal até o dia 15 de maio, a Comissão Especial de Eletrificação do Legislativo e representantes da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) decidiram esperar pela mensagem para avançar nas tentativas de regulamentação de áreas rurais que estão irregulares. A decisão foi tomada durante uma reunião na Câmara Municipal, nessa quarta-feira, 4. O Plano Diretor trará uma proposta de remarcação do perímetro urbano. Dessa forma, as regiões, que hoje são rurais, passariam a ser consideradas urbanas.

Alex Fernandes Santiago, promotor do Ministério Público, estava presente na reunião e sugeriu que sejam tomadas medidas paralelas ao Plano Diretor. “Semanalmente sou cobrado pelos vereadores. Sei que o Plano Diretor é a melhor solução, mas não é a única. Pode ser que demore muito. Minha ideia era que fizessem um caminho paralelo. Assim, se estiver demorando, teríamos outra alternativa”, explica o promotor. O caminho citado seria a criação de uma lei específica para que essas regiões sejam consideradas parte do perímetro urbano.

A reunião foi presidida pelo vereador Julio Gasparette (PMDB), que demonstrou otimismo. “Nossa luta é muito grande para conseguir finalmente proporcionar energia elétrica a essas regiões. Estamos na expectativa da chegada do Plano Diretor. Paralelamente, solicitamos às comunidades que já se mobilizem e comecem a fazer os estudos ambientais e urbanísticos necessários para a regularização”, afirma.

Representante de Dias Tavares, Fabrício Rogel fez apelo por maior agilidade no processo que envolve o Plano Diretor. “Enquanto o Plano Diretor não for aprovado, não teremos avanço. Grande parte dos estudos já está pronta. Peço para que tanto o Executivo, quanto o Legislativo, acelerem os trabalhos. Estamos esperando há 15 anos”.Os moradores das regiões de Ribeirão do Carmo, Dias Tavares e Humaitá, presentes no encontro, foram informados sobre a necessidade de realizar os estudos.