Governo mineiro adota vacinação domiciliar contra febre amarela

Governo mineiro adota vacinação domiciliar contra febre amarela

Agentes de saúde estão imunizando, de casa em casa, as populações dos municípios mineiros com casos suspeitos de febre amarela. Segundo a Secretaria de Saúde de Minas Gerais, a vacinação é iniciada primeiramente no domicílio dos casos suspeitos, em seguida nos vizinhos, e assim vai se expandindo até atingir todo o município. Esse tipo de medida é usado em casos de surto da doença.


Essa ação será adotada em todos os municípios que registraram casos suspeitos: Ladainha, Malacacheta, Frei Gaspar, Caratinga, Piedade de Caratinga, Imbé de Minas, Entre Folhas, Ubaporanga, Ipanema e Inhapim. Cidades vizinhas também podem entrar na lista.


O público-alvo da vacina é toda a população acima de seis meses de idade. Para além da ação domiciliar, a orientação é que todos que moram no estado procurem os postos de saúde para receber a vacina.


Normalmente, o imunizante contra a febre amarela é administrado em duas doses: uma aos nove meses de idade e um reforço aos quatro anos, ou, para indivíduos de 2 a 59 anos, com intervalo de dez anos entre uma dose e outra. Porém, o Ministério da Saúde e o estado de Minas estão adotando medidas de situações de surto, ou seja, toda a população do estado que nunca foi imunizada e que tenha mais de seis meses de idade receberá duas doses da vacina, com intervalo de 30 dias entre elas.

Fonte: Agência Brasil