Vou muito mal, obrigada

Vou muito mal, obrigada

Quem nunca teve um amigo, um parente, hipocondríaco? Aquela pessoa que, quando se pergunta: "como vai?"...ela conta. Vai sempre mal, e explica os sintomas, as dores, os exames que realizou, os medicamentos, o tamanho das cápsulas, de que cor era a secreção, e mostra as radiografias - que sempre traz consigo numa sacola de plástico.


O hipocondríaco- sempre um masoquista -adora cirurgias. O tanto que nós, "normais", odiamos andar de moca, hibernar em CTI, ficar num estandarte de soro, naquela cama de ferro entre termômetros, comadres e periquitos, é o quanto ele venera tais procedimentos. “O doutor falou, até, que um tratamento podia resolver -explica - mas preferi operar... Foi uma operação horrível- conta, os olhos faiscando de felicidade - me abriram de lado a lado o abdome, ó... (mostra o sinal do corte) e levei 137pontos" (sabe o número, direitinho).


Terror dos médicos, telefona no meio da noite, no meio das consultas, nas horas das refeições, nos feriados, nos domingos, a todo instante. Porque o analgésico que o médico prescreve sempre provoca náusea, o antiinflamatório baixa-lhe a pressão, o ansiolítico está com dosagem muito forte, o colírio indicado arde igual pimenta, a vitamina causa eólica, a pomada para alergia queima, feito fogo.


Adora ler bula de remédio. Reações Adversas e Contra-Indicações são as partes preferidas. Motivos para telefonar, imediatamente para o médico: - Doutor, a bula diz que esse remédio não combina com os tricíclicos e eu tomei um Melhorai; tem algum perigo?


Hipocondríaco gosta de exame com nome bem complicado. Radiografias comuns e exames de sangue são "fichinhas". Boa é aquela requisição para cineangiocoronariográfica, tomografia computadorizada, ultrassonografia cardiovascular, laparoscopia. Ele se interna na véspera, feliz, as dez pra cinco, fica em jejum com prazer, bebe com alegria dois copos de contraste, ingere satisfeito três comprimidos laxantes, ("não é melhor me dar quatro, doutor? Meu intestino é tão preguiçoso..."), toma clister com um sorriso e fica louco para apanhar os resultados: pode estar vindo por aí mais uma operaçãozinha, olha que ótimo. Mas hipocondríaco não é somente ligado a doenças: é fanático por tudo que diz respeito à saúde. Assina a revista Moléstias de A a Z, acompanha colunas do tipo Pergunte ao Doutor, recorta receitas de chás, caminha diariamente, não fuma nem bebe, só usa margarina, lava as frutas e verduras com escovinha antes de deixar de molho, por meia hora, em água filtrada com vinagre. Mantém sempre um punhado de folhas macerando dentro de uns copos de geléia, no basculante da cozinha, que ingere diariamente para "ajudar" o fígado e o estômago. ...E sofre tanto com os gases...! E a insônia? Não prega os olhos há meses... Os médicos deveriam alegrar esses pacientes: dar-lhes um diagnóstico intrincado, que lhes conceda o orgulho de contar que têm uma doença exótica e, não, apendicite. Como seriam felizes, se os especialis¬tas lhes dissessem: - Seu caso é um caso raro: inflamação generalizada numa saliência da porção distai do intestino delgado, que requer cirurgia para erradicação de uma parte anexada ao ceco...


Uma conhecida, hipocondríaca de carteirinha - que já deve estar completamente oca, uma vez que extirpou amígdalas, adenóides, ovários, útero, vesícula, tireóide, apêndice, trompas, o baço depois de um acidente, além de um pólipo no intestino - andava deprimida. Achava que o médico lhe escondia a verdade, já que não lhe prescrevia mais remédio algum, o que ela interpretava como: "nem tenho mais o que receitar para essa desenganada". Então, certa de que está à morte, doou em vida um dos rins para um homem que nem conhece, após ouvir um pedido, pela televisão, e descobrir que seu sangue era compatível.


Pronto: anda feliz da vida, com data já confirmada para a mutilação e a agenda repleta de marcações em laboratórios, clínicas de imagem, clínicas cardiológicas- sempre em jejum, cheia de esparadrapos nos braços, toda picada pelas agulhas coletoras.


Fui visitá-la. Irradiante, conversava animada, quando o telefone bateu e a ouvi dizer: -... Mas ele precisa só de um pulmão?... Sei... sei... ué... se o meu sangue for compatível...

Cidade

Mais artigos

Política

Mais artigos

Economia

Mais artigos

Esporte

Mais artigos

Cultura

Mais artigos

Nem só de cinema é feita a Mostra de Cinema de Tiradentes, que tem início nesta sexta, 20, e segue até o dia 28, na cidade histórica mineira. O...