Prefeito de Chiador é assassinado em clube

Prefeito de Chiador é assassinado em clube

Foi morto a tiros na noite de terça-feira de Carnaval, 9, pouco depois das 19h, o prefeito da cidade de Chiador (MG), a 122 km de Cataguases, Moisés da Silva Gumieri, de 36 anos de idade. Ele estava em um clube na cidade e seu filho teria assistido a toda a ação criminal, segundo informações preliminares da Polícia Militar, que chegou ao local imediatamente.

Moisés foi alvejado por seis tiros de arma de fogo por dois homens que estavam em uma motocicleta fugindo em seguida em alta velocidade. A Polícia faz cerco na região à procura dos dois suspeitos e o local foi preservado para que a Perícia Técnica da Polícia Civil pudesse realizar seu trabalho. O prefeito foi socorrido por populares e levado para um hospital em Três Rios (RJ), cidade mais próxima, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu no meio do caminho.

Moisés Gumieri foi eleito em 2012 pelo PT com 1.456 votos (52,41% dos votos válidos). Além de prefeito era proprietário de um supermercado na cidade e de alguns imóveis. Em seu lugar assume o vice, Maurício Barbosa Monteiro, 35 anos, nascido em Carmo (RJ), e filiado ao PR (Partido da República). O corpo de Moisés foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Três Rios (RJ) e não há informações sobre sua liberação para o início do velório e nem horário para o sepultamento. As causas do crime estão sendo apuradas pela Polícia.

Polícia Civil

A Polícia Civil, por meio do 4º Departamento de Juiz de Fora (4º DEPPC) e da Delegacia de Mar de Espanha – pertencente à 1ª Delegacia Regional de Juiz de Fora –, apresentou, durante coletiva de imprensa realizada nesta quarta (10), em Juiz de Fora, dois jovens, de 18 e 19 anos, suspeitos de terem matado o prefeito de Chiador, Moises da Silva Gumieri, na noite dessa terça-feira (09). Outro homem, de 24 anos, que seria o proprietário da motocicleta utilizada no crime, também foi preso em Três Rios e contribuiu na elucidação do crime. A ação contou com apoio da Polícia Militar de Minas Gerais e das Polícias Civil e Militar do Estado do Rio de Janeiro.

Conforme o chefe do 4º DEPPC, delegado-geral Saed Divan, após diligências contínuas, a dupla foi capturada na tarde desta quarta, em uma fazenda localizada em Chiador. “ As investigações se iniciaram quando fiz o pedido de dados do chassi da moto usada no crime. Mesmo apesar de estar raspado, após conferência no sistema, conseguimos identificar o nome do proprietário do veículo e o endereço dele. Então, ele foi preso e informou que havia emprestado a moto para os dois autores”, explicou.

Segundo o delegado de Mar de Espanha, Felipe Fonseca Peres, a arma usada no crime – um revólver calibre 38 – e a motocicleta utilizada também foram apreendidas. Os autores informaram que receberam R$4 mil para executar a vítima. “Mas não apontaram a motivação. Já identificamos o mandante desse crime e as investigações prosseguem”, enfatizou. Ainda segundo o delegado, os autores do crime têm passagens na Polícia por tráfico de drogas.

A dupla está sendo ouvida, nesta noite, na 1ª Delegacia Regional de Juiz de Fora e será autuada em flagrante por homicídio qualificado. Já o jovem de 24 anos, que emprestou a motocicleta dele para os suspeitos, também está sendo ouvido e alegou que não sabia que a motocicleta seria utilizada em um crime. De acordo com o delegado regional de Juiz de Fora, Eurico da Cunha Neto, as diligências prosseguem a fim de prender o mandante do crime.

Fonte: Assessoria/Colaboração Marcelo Lopes