Vereadores de Lima Duarte aumentam o próprio salário em mais de R$2.500

Vereadores de Lima Duarte aumentam o próprio salário em mais de R$2.500

Os vereadores da Câmara Municipal de Lima Duarte derrubaram o veto do Executivo e aprovaram o reajuste salarial de R$2.640, passando de R$2.160 para R$4.800 o valor recebido pelos 11 vereadores da cidade de aproximadamente 17 mil habitantes. De acordo com o assessor de imprensa do Executivo do município, Vinicius Ribeiro, a votação foi realizada por meio de voto secreto e foi mantido o veto de aumento salarial para prefeito, vice-prefeito e secretários municipais.

Entenda o caso


Mediante pressão popular, o prefeito Arzenclever Silva (PSB) havia vetado o projeto, que chegou a ser aprovado pela Câmara, no qual o reajuste salarial é de aproximadamente 122% para vereadores, 76% para o prefeito, 30% para o vice-prefeito e 95% para os secretários do município. Em uma rede social oficial da prefeitura, Silva justificou o veto, alegando que a proposta navegava na contramão do interesse público.
Após a situação, um grupo apartidário de moradores da cidade desenvolveu um projeto de lei de iniciativa popular que foi protocolado na Câmara Municipal na última quinta-feira, 10, o qual propunha salário fixo ao prefeito (R$8 mil), vice-prefeito (R$1.800) e vereadores (R$930) e a redução de onze para nove legisladores na cidade.
O presidente da Câmara de Lima Duarte, vereador Antônio Alves de Paula (PMDB), explicou que o projeto de iniciativa popular não estava de acordo com a Constituição Federal e o Regimento Interno da Casa. Ainda de acordo com ele, o veto ao projeto será publicado oficialmente nos próximos dias.
Ao ser questionado sobre ser favorável ou não à derrubada do veto, disse que está tudo dentro da Lei Orgânica do município, Regimento Interno da Câmara e da Legislação Federal, e argumentou dizendo que os salários estavam defasados.

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro