Cadastro de pessoa com deficiência garante gratuidade em corridas de rua em JF

Cadastro de pessoa com deficiência garante gratuidade em corridas de rua em JF

Na terça-feira, 16, pessoas com deficiência (PCDs) interessadas em participar do 32° Ranking de Corridas de Rua de Juiz de Fora poderão se cadastrar para as disputas, garantindo gratuidade na inscrição dos eventos, desde que tenha renda mensal não superior a três salários mínimos.


Os interessados – ou representante legal - devem ir ao Departamento de Políticas para Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos (DPCDH), portando carteira de identidade, cadastro de pessoa física (CPF), cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), comprovantes de residência (com o Código de Endereçamento Postal – CEP) e de renda e parecer médico, com classificação internacional de doenças (CID) da deficiência. Deficientes auditivos deverão apresentar exame de audiometria, e visuais, de acuidade visual, além de uma foto 3x4.


Caso o atleta já possua o cadastro no DPCDH, com autorização nesse critério, a carteira será emitida em prazo de até 48 horas. O ranking é anual, contemplando corredores da cidade e região, numa parceria entre Prefeitura de Juiz de Fora (PJF) e iniciativa privada. O DPCDH fica na Rua São Sebastião, 750, Centro, e o atendimento referente ao cadastramento é às terças e quintas-feiras, de 8 às 11 horas e de 14 às 17 horas. Em caso de dúvidas, o telefone do departamento é o 3690-7799.


DPCDH

Define e coordena as políticas de promoção e defesa de direitos da pessoa com deficiência no âmbito municipal e articula ações de direitos humanos e cidadania, independente do gênero, etnia ou crença. Atua na defesa e divulgação de direitos, na política municipal de transporte adaptado e benefício “Passe Livre”, na capacitação e qualificação profissional e no intercâmbio com as secretarias municipais, entidades e sociedade civil, bem como na promoção da acessibilidade.



Fonte: Assessoria/SDS

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro