Um presente de Natal

Um presente de Natal

O lindo e antigo poema Órfão de Guerra, que pode ser encontrado sem dificuldades na internet(onde consta a autoria de Orlando Cavalcante), narra um pedido de presente de natal feito por uma inocente criança: Invoca ao Papai Noel que lhe traga, de volta, seu pai que foi brigar na guerra. Diz a criança: "Veja você que pode mais que a gente e tem uma força sem igual, pode me dar agora esse presente, na noite milagrosa de natal". Pedidos como esse nos levam a refletir.

Não há dúvidas de que todos precisamos de coisas materiais, não há dúvidas de coisas materiais são muitas vezes necessárias, não há dúvidas de que conforto faz bem. Mas também não há dúvidas de que muitas coisas materiais são supérfluas, desnecessárias e não conduzem a nada. Os bens materiais são úteis quando desempenham uma função social, especialmente quando são usados. Natal é época de reflexão e, assim, os presentes materiais podem representar gesto de lembrança e de carinho, mas não simbolizam o natal. Natal é época de reflexão e de construção. Ou de reconstrução. Sua ou das pessoas que lhe rodeiam e com as quais você convive. Primeiro, neste natal, você poderia dar a si mesmo um precioso presente. O que, na sua vida, faria você melhor e mais feliz? Você pode dar a si mesmo um pouco mais de humildade, de compreensão, de alegria, de afetividade. Mas você também pode presentear os outros com coisas que muito significam e não se compra com dinheiro. Não estão à venda nas lojas.Um abraço, um sorriso, um cumprimento, um sincero voto de felicidade. Basta às vezes só o seu pensamento positivo, a sua energia construtiva dirigida a alguém.

O universo se encarregará de levar as boas energias de seu pensamento ao destinatário. Certa vez um amigo me fez uma surpresa: me trouxe um presente precioso. Quando abri era uma mensagem, muito oportuna naquela ocasião e que muito iria contribuir para a minha vida. Presentes como esses a gente deve dar a todo instante, a tantos que necessitam. Amor, atenção e carinho são coisas que se dá sem gastar; ao contrário, se dá e se enriquece. É a maravilhosa troca afetiva que faz as pessoas mais felizes. Então, aproveite esse momento de natal e "incendeie". Mas incendeie o seu mundo e o seu ambiente, de trabalho, de família, de amigos, com fagulhas do seu amor. Um feliz natal.