“Terra em Transe” é exibido no CCBM

“Terra em Transe” é exibido no CCBM

A política que permeia as relações entre um senador, um governador e um “jornalista-poeta”. Em maio de 1967, o longa-metragem “Terra em Transe”, um dos mais representativos filmes do cineasta brasileiro Glauber Rocha, entrava em cena. A obra, um clássico do movimento cinematográfico conhecido como “Cinema Novo”, será exibida nesta quinta-feira, 31, às 19h, na videoteca do Centro Cultural Bernardo Mascarenhas (CCBM – Avenida Getúlio Vargas, 200, Centro), com entrada gratuita. A iniciativa é do Cineclube “Bordel sem Paredes”, com apoio da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), por meio da Fundação Cultural “Alfredo Ferreira Lage” (Funalfa).


Em 115 minutos de duração, o filme conta a história do senador “Porfírio Diaz” (Paulo Autran), que detesta seu povo e pretende tornar-se imperador de “Eldorado”, país fictício localizado na América do Sul. Porém, existem diversos homens que querem este poder, e decidem enfrentá-lo. Enquanto isso, o poeta e jornalista “Paulo Martins” (Jardel Filho), ao perceber as reais intenções de “Diaz”, muda de lado, abandonando seu antigo protetor.


No ano de seu lançamento, a produção foi censurada pela ditadura em todo o território nacional, por ser considerada subversiva. O coordenador do Cineclube, Daiverson Machado, contou que decidiu exibir a produção devido ao momento político conturbado pelo qual a nação está passando: “Embora seja um filme muito antigo, ele continua atual em sua concepção, pois nos faz refletir sobre nossas instituições políticas. Embora os personagens sejam fictícios, é possível identificá-los ou achar semelhanças com políticos brasileiros”.

Fonte: Assessoria