O BAIRRO SANTA TEREZINHA

O BAIRRO SANTA TEREZINHA

Santa Terezinha é o principal bairro da Região Nordeste de Juiz de Fora e sua ocupação remonta o início do Século XVIII com a construção da casa do Alcaide-Mor Tomé Correa Vasques (genro do bandeirante Garcia Rodrigues Paes), em 1710. A casa ainda existe e é a construção mais antiga da cidade (veja a foto).

Localiza-se na Rua Alencar Tristão (antiga Rua dos Jalões), próximo ao cemitério Parque da Saudade. O Caminho Novo da Estrada Real cortava todo o bairro e sua abertura, por volta de 1703, permitiu a ocupação de suas margens.

Também chamada de Fazenda Tapera (na verdade seu nome era Fazenda da Pera), a edificação sediou a primeira repartição pública do município. A fazenda foi dividida em Tapera Alta (ou “de Cima”, na subida da serra da Grama, onde está o bairro Vale dos Bandeirantes) e a Tapera de Baixo (no pé da serra, compreendendo o bairro Santa Terezinha). O coronel Custódio Tristão foi proprietário da Tapera (herança da esposa que era filha adotiva de Antônio Dias Tostes, que foi dono do lugar na segunda metade do Século XIX). Antes de pertencer à família Tostes, a fazenda também foi da família Vidal Barbosa Lage. Toda a região pertenceu à família Tristão, responsável pelo seu parcelamento.

alcaidemor.jpg

Os momentos mais importantes da história local estão ligados à instalação do Segundo Batalhão de Polícia Militar em 1911, na antiga Hospedaria Horta Barbosa (lugar construído para ser o Hotel dos Imigrantes). Neste prédio, o 2º BPM se encontra até hoje.

Outra data importante foi a da inauguração da Capela Santa Terezinha, em 1927, ocupando parte alta do terreno do batalhão. Todos os ofícios religiosos ligados à vida dos militares aconteciam nesse templo. Merece destaque a fundação, ali, do Tupi Futebol Clube, em 1912, um dos mais antigos clubes mineiros. Em Santa Terezinha, o time ainda mantém seu campo de treinos.

Também, em Santa Terezinha, destaca-se uma das mais tradicionais escolas técnicas da cidade: o Instituto de Laticínios Cândido Tostes. Seu nome é uma homenagem ao Dr. Cândido Teixeira Tostes, que foi Diretor do Banco de Crédito Real de Minas Gerais e proprietário das fazendas São Mateus e Sant’Ana. Ele chegou a ser o maior cafeicultor do estado. A decisão por sua criação aconteceu em 1935, por iniciativa do então governador mineiro Benedito Valadares. Sua inauguração se deu em 3 de setembro de 1940.

Em 1939 o bairro viu inaugurada a ponte Governador Valadares, sobre o Rio Paraibuna, prolongando a Rua Rui Barbosa. A nova ponte de concreto veio a substituir a anterior de madeira (conhecida como Ponte da Tapera), que fazia parte de um ramal da Estrada União e Indústria com destino a Rio Novo. Também pela Avenida Rui Barbosa existiu, até o final dos anos 60, uma linha de bonde transportando passageiros do bairro até o centro da cidade.

A denominação oficial do bairro se deu por meio de uma resolução promulgada pelo Prefeito de Juiz de Fora, Eduardo de Menezes Filho, em 4 de setembro de 1937, que modificou para Santa Terezinha o antigo nome do “bairro da Tapera”.

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro