Gruta Rei do Mato é um dos encantos de Sete Lagoas

Gruta Rei do Mato é um dos encantos de Sete Lagoas

Sete Lagoas é uma cidade de médio porte que tem se destacado pela rápida expansão industrial. As primeiras ocupações na região são do final do século XVII, mas o povoado cresceu a partir de 1820, mesma época em que foi construída a Igreja de Santo Antônio das Sete Lagoas. A formação geológica da região reserva surpresas naturais. Além das lagoas que dão nome à cidade, o município é conhecido pela Gruta Rei do Mato, com quase mil metros de extensão e rica em pinturas rupestres, e pela Serra de Santa Helena, ponto de decolagem para praticantes de voo livre.

O Monumento Natural Estadual Gruta Rei do Mato é uma Unidade de Conservação de Proteção Integral. Foi criado por Lei Estadual em 2009, com o objetivo de proteger o sítio histórico Gruta Rei do Mato, seus ecossistemas cársticos de grande beleza cênica, sua flora e fauna, valorizando os patrimônios espeleológico, arqueológico e paleontológico. Possui uma área de 141 hectares e foi aberta para visitação em 1988.

A Gruta tem 980 metros de extensão total, os quais podem ser alcançados percorrendo-se 220 metros de rampas e escadarias, descendo-se à profundidade de 30 metros no interior da cavidade. É uma imensa galeria, que impressiona as mais de 2500 pessoas que a visitam todos os meses, com lindas formações de estalactites. Trata-se de uma gruta “viva”, ainda em processo de formação geológica, devido à ação da água. Em quatro dos salões, há pinturas rupestres datadas de até 8 mil anos.

02_setelagoasinfoco.jpg

Em 2015, as passarelas por onde os turistas transitam no interior da gruta foram reformadas, dando maior segurança à visitação. Não é permitida a visita de menores de cinco anos e é recomendável o agendamento para grupos com mais de 10 pessoas.

O nome da gruta tem origem na lenda de que um homem de identidade desconhecida, possivelmente fugitivo da revolução de 1930, teria habitado o local. O eremita atraiu a curiosidade dos setelagoanos por sempre ser visto na mata e foi chamado de o “Rei do Mato”.

O Monumento Natural Estadual Gruta Rei do Mato está inserido no projeto do Governo de Minas chamado “Rota das Grutas de Peter Lund”, que abrange, além dessa Gruta, o Parque Estadual do Sumidouro, o Monumento Natural Peter Lund (Gruta de Maquiné) e o Museu de História, os quais formam um circuito turístico cultural e educativo com toda a infraestrutura para receber visitantes.

AVENTURA GARANTIDA

A Serra de Santa Helena, com 1.100 metros de altitude no ponto mais alto, é referência para os amantes do voo livre em Minas Gerais, que passam os fins de semana decolando de parapente. Pela vista, também é uma opção para aqueles que queiram fazer um piquenique nos dias de sol.

Uma boa surpresa para quem chega pela primeira vez é a singela capela de Santa Helena. A construção de 1852 encanta com seus traços coloniais: frontão triangular e três pontas de verga abatida na fachada. No primeiro fim de semana de maio, há uma festa em devoção à santa, com a participação de guardas de Congado da região.

Também na Serra de Santa Helena, o Parque conta com 40 hectares de mata nativa, trilhas, a represa artificial com duas ilhas, cachoeira de 35 metros de queda e mirante.

CULTURA, HISTÓRIA E LAZER

Existem outras atrações que merecem ser visitadas na cidade de Sete Lagoas, como a Igreja de Santo Antônio. Como várias cidades de Minas, a matriz é o destaque da arquitetura da cidade, remanescente histórica do Brasil imperial. Em 1755 já havia uma capela no local, mas uma nova igreja foi construída em seu lugar, concluída em 1886. Ao longo do século XX, passou por várias transformações internas, mas ainda preserva a fachada em arquitetura colonial: duas torres com sinos, traços em linha reta e colunas de madeira em azul-escuro, contrastando com as paredes brancas.

Destaca-se, também, o Museu Histórico de Sete Lagoas, ainda sede da Fazenda das Sete Lagoas. O pequeno museu possui objetos que contam a história do município e de seus moradores.

Os turistas também podem viver momentos de lazer com a família na Lagoa Paulino, uma das sete que dão nome à cidade e fica em área totalmente urbanizada, cercada por calçadão, bares e restaurante. Há uma fonte iluminada e pedalinhos para crianças.

Saindo de Juiz de Fora é só pegar a BR-040, sentido Brasília. São 328 km, mais ou menos quatro horas e 25 minutos de viagem. A gruta Rei do Mato está localizada à margem esquerda da BR-040 e sua entrada é alcançada contornando o trevo da cidade de Sete Lagoas. É uma boa sugestão para quem pretende aproveitar o próximo feriado e não quer ir muito longe.

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro