Placa

Gilberto sempre foi apaixonado por números. Fez mestrado e doutorado em matemática. Para ele tudo é oportunidade de transformar a vida em códigos decimais. Porém isso trouxe um problema, ele tem um cacoete de somar todos os números que vê pela frente, de telefones a placas de carros. É só parar em um semáforo que ele soma os quatro números da placa e divide por quatro para distribuir mentalmente os números de forma proporcional. Para piorar, ele ainda forma palavras com as três letras da placa. Essa distração já o fez bater várias vezes no carro da frente.

Gilberto estava indo para o trabalho quando em um semáforo na Avenida Dos Andradas viu a sua frente um veículo com a placa “GTA-9955”. Ele faz as contas e dividiu por quatro, o resultado deu sete, seu número preferido. As letras ele transformou na frase “Gilberto Te Amo”. Percebeu uma linda moça dirigindo o carro e pronto, apaixonou.

Decidiu seguir o veículo para poder conhecer a condutora do carro da placa perfeita. Ele até piscou os faróis para ver se ela parava, fez sinal, buzinou, mas a motorista parece que nem estava dando atenção.

Ela subiu o bairro Santa Catarina e foi em direção à Cidade Alta, ele foi seguindo. A motorista passou pelo bairro São Pedro, atravessou o Marilândia e seguiu para o bairro Aeroporto. Pegou a BR-040 sentido Belo Horizonte, andou cerca de nove quilômetros e entrou em uma estrada de terra. Gilberto atrás seguindo a moça.

Em um galpão cinza aparentemente abandonado ela estacionou o carro. Ele parou um pouco atrás, foi em direção a moça e se apresentou. Contou toda a história para ela dos números e da placa do carro.

A moça achou estranho aquele papo, mas também achou graça. Gostou da sinceridade e mostrou interesse. Só que aquele carro não era dela, ela é policial, apreende carros que não podem mais circular por excesso de multa dos condutores e falta de pagamento. Essa era justamente a situação do carro do Gilberto, foram tantas batidas por conta do cacoete de somar placas que ele tinha até perdido a carteira de motorista.

Ela aproveitou a situação e conferiu os dados do veículo dele e apreendeu o carro.

Ele teve que voltar para a casa de taxi, mas não ficou triste, foi pra casa com o telefone da policial e um jantar marcado para o final de semana.

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro