Prova do TJMG comentada - Parte II

Prova do TJMG comentada - Parte II

Continuando nesta semana, o professor Marco Antônio "Macarrão" comenta algumas das questões da prova de português do Tribunal de Justiça do Estado de Minas Gerais (TJMG).


Na questão a seguir, era necessário utilizar os conhecimentos sobre o verbo HAVER. Quem vai fazer qualquer tipo de concurso precisa estudar isso, não há escolha!


O verbo “Haver”, no sentido de “existir”, “ocorrer”, ou indicando tempo decorrido, é impessoal, ou seja, flexiona-se na 3ª pessoa do singular, invariavelmente. É importante saber que o verbo “haver” que não se encaixar nas situações já mencionadas, é pessoal, podendo, portanto, flexionar-se. Normalmente, quando se flexiona, ele vem como verbo auxiliar.

 

questão20.jpg

Na questão, há um probleminha conceitual no modo de perguntar, pois a resposta é a alternativa C, em que o verbo é sim impessoal, mas está indicando tempo decorrido, diferentemente do que ocorre com o uso do enunciado e das outras alternativas, em que o verbo “haver” é impessoal, mas está no sentido de “existir”.

Agora, uma questão sobre o uso dos sinais de pontuação.

 

questão24.jpg

 

Temos o uso de travessões para explicar e exemplificar o que seriam “as restrições ao evento”. Dessa forma, eliminamos a alternativa A, que fala em deslocamento de adjunto adverbial. Não se trata também de marcação de discurso direto, pois não temos indicada pelos parênteses indicação de fala de ninguém, portanto a alternativa C também está descartada.


Ficamos, então, entre as alternativas B e D. Na alternativa B, fala-se em aposto especificativo, pois individualiza o termo explicado. Isso não é verdade, pois temos apenas alguns exemplos das restrições feitas ao evento. A parte da alternativa que fala da possível substituição dos travessões por vírgulas é correta. Nessa função, normalmente, travessões, vírgulas e parênteses se equivalem.


Restou-nos a alternativa D, que é a menos restritiva, inclusive. De fato, o trecho não pode ficar sem sinais de pontuação para isolá-lo e também poderia ser separado por vírgulas.


A questão seguinte versa sobre transitividade do verbo, assunto que passa inevitavelmente pela regência e pela sintaxe.


Note que no enunciado a forma verbal “participaram” vem completada por um termo preposicionado. Essa informação é fundamental para a resolução! Quem participa, participa de algo. Assim, “de um evento” é Objeto Indireto do verbo “participar”. Procuremos, portanto, outro verbo que se comporte da mesma maneira!

 

questão25.jpg

 

Na alternativa A, o verbo é seguido de preposição, então ainda não iremos descartar essa opção.


Na alternativa B, temos construção de Voz passiva e o termo preposicionado que vem depois da flexão verbal “organizado” é Agente da Passiva.


Na alternativa C, o verbo continuar faz parte de uma locução verbal cujo verbo principal é “patrulhar”. Patrulhar é VTD, quem patrulha, patrulha algo.


Na alternativa D, temos um complemento nominal, pois o termo completado não é o verbo “levantar”, mas o nome “preocupação”.


Dessa forma, acabamos ficando com a alternativa A, que nem é de verdade correta, mas é a que temos.


Pararemos por aqui neste domingo! Você pode conferir mais questões em nosso site (www.diarioregionaljf.com.br). Os leitores que quiserem participar desta coluna podem entrar em contato pelo e-mail do professor - (Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.).


Desejamos uma excelente semana a todos!

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro