Em busca de história

Arte reflexiva... Foto: Arquivo Pessoal
Em busca de história

Portugal é um país que valoriza sua história e o estímulo à preservação de suas memórias ocorre já na infância. Estive esses dias em um museu e fiquei encantada ao ver a empolgação de um grupo de crianças em conhecer uma parte do passado do país. As visitas têm sido frequentes, em especial desde 14 de maio, quando começou uma série de eventos que se estendem até o dia 22 deste mês, em função do Dia Internacional e da Noite dos Museus.

Tem de tudo, desde as tradicionais exposições e visitas guiadasàs galerias a apresentações de dança, concertos, teatro de marionetes, pintura de azulejos, oficinas de tecelagem, tapeçaria ecerâmica. Ah, ainda há lugar para uma festa no jardim e um quiz musical. E o melhor de tudo: todas as atrações têm entrada franca.


Para os apaixonados por história como eu ou simplesmente quem deseja conhecer um pouco mais sobre acontecimentos locais ou mundiais, está é uma oportunidade única; os eventos são um incentivo à produção e à disseminação do conhecimento.

Além disso, todo primeiro domingo do mês, Portugal, bem como outros países, permite visita gratuita aos principais monumentos históricos. Já tive o privilégio de conhecer vários deles como Torre de Belém, Mosteiro dos Jerônimos, Igreja Santa Maria de Belém, Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia, Palácio Nacional da Ajuda e aguardo ansiosa as próximas descobertas.

Já deu para perceber que sou uma entusiasta, né?
Por isso, vão aqui duas dicas: se possível, visite o país em maio para aproveitar as atrações disponíveis ou tente conciliar a viagem em um primeiro domingo do mês. E, claro, selecione ao menos uma semana para desvendar os mistérios de Lisboa. Sim, a cidade revela-se constantemente nova, parece várias em uma só. E, mesmo assim, talvez você perceba que não será o suficiente.


E se por aqui está rolando muita atividade, em Juiz de Fora não é diferente. Tem o Corredor Cultural está semana, nos dias 26, 27 e 28 de maio, com exposições e oficinas gratuitas. O Forum da Cultura também nos presenteia com espetáculos teatrais (inclusive, tem peça nova na área) e mostras.

O Parque da Lajinha é ideal para um piquenique e já um passeio em família pode acontecer no Museu Mariano Procópio e na UFJF, que tem o Jardim Sensorial, projeto concebido com a finalidade de permitir aos visitantes o contato com a natureza. Essas são somente algumas das atrações possíveis, porque há várias igrejas, parques, museus, escolas de arte e galerias espalhadas. Na próxima folga, ao invés de ficar em casa, aproveite para vasculhar a cidade e conhecer um pouco melhor esses espaços.

Eu continuo minhas visitas por aqui, aprendendo um pouco mais sobre arte, entendendo – ou não – os conceitos, percebendo que há muito mais para se conhecer. Espero que seja contagiante também para você. Até a próxima.

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro