Nunca pergunte ao seu arquiteto

Nunca pergunte ao seu arquiteto

tirinha capa
APRENDA a falar com seu arquiteto 
(da forma politicamente correta)

Vivemos em uma sociedade onde, por bom senso, nem tudo pode (ou deve) ser dito.

Antes mesmo dessa moda do “politicamente correto” ter entrado, algumas palavras, perguntas ou comportamentos criavam mal estar no interlocutor.

Falar que japonês é tudo igual ou fazer como fez um presidente dos Estados Unidos, que adorou conhecer Buenos Aires, "a capital do Brasil", pode causar até entraves diplomáticos.

Dentro das profissões há comparações que também não são bem vistas: chamar médico de enfermeiro; bioquímico de farmacêutico; ou ainda não saber qual a diferença entre arquiteto e engenheiro. Esse tipo de situação pode causar desgosto, ira ou até mesmo depressão profunda em alguns desses profissionais.

Assim, há regras básicas de etiqueta que nos permitem circular bem dentro desses meios.

Defendendo aqui a própria classe, vou dar algumas dicas para quem está pensando em contratar um arquiteto...

Ao procurar um arquiteto, nunca pergunte ou comente:

tirinha