Cores: tendências e significados

Cores: tendências e significados

cor 00
Fim de ano é época de promessas, de regimes, de planejamentos, de mandingas...

É onda para pular, uva pra chupar, cor pra combinar.

E, sobre as cores, sempre surgem as dúvidas: e para atrair a prosperidade, o amor, o sucesso?

Essas respostas eu não tenho. E por isso mesmo não sei afirmar se as relações funcionam de fato, ou não. Entretanto, se te faz bem usar roupas brancas, com detalhes prateados, dourados, ou outras combinações, por que não?

Mas, para além das combinações de fim de ano, as cores na arquitetura podem deixar os ambientes mais aconchegantes, descontraídos, nobres, sóbrios. Podem gerar sensações psicológicas agradáveis ou não.

E por trás disso há bastante ciência!

cor 02
FÍSICA

Só para lembrar das aulas de física: a luz branca sol é composta por sete cores básicas, que variam do violeta ao vermelho, as famosas sete cores do arco íris.

Fisicamente falando, a diferença acontece em função dos diferentes comprimentos de onda ou freqüência de cada cor.

Em termos de percepção do olhar, quando a luz branca alcança um objeto, ele tem o poder de absorver umas cores e refletir outras. A cor refletida é a cor do objeto. Para facilitar: quando vemos um objeto vermelho, quer dizer que ele absorveu as seis cores da luz e refletiu o vermelho. Quando vemos um objeto preto quer dizer que ele absorveu todas as cores e não refletiu nenhuma. Quando vemos um branco quer dizer que não absorveu nenhuma e refletiu todas.

cor 03
NO CÉREBRO E NO SANGUE

Como as cores são reflexos de luz com comprimentos de onda específicos, atingem nosso olho (e pele) de formas também específicas. Consequentemente, ativam áreas diferentes do cérebro, causando sensações diferentes.

Podem aumentar ou diminuir a pressão sanguínea.

Daí que, fisicamente falando, há cores que acalmam e cores que agitam, sua aplicação adequada em cada ambiente podem criar as sensações adequadas ou induzir sutilmente a alguns tipos de comportamento (concentração, tranqüilidade, euforia, estresse e até mesmo fome).

cor 04
Cores quentes e frias (cor para cego ver)

As cores quentes (vermelho, alaranjado, amarelos) são aquelas que aumentam a pressão sanguínea, deixando o corpo, consequentemente, mais quente. As frias (azuis, verdes, cinzas claros), ao contrário, acalmam e dão a sensação de esfriamento.

Já repararam, por exemplo, que mesas de carteado e de sinuca são normalmente revestidas com tecidos verdes?

E como a cor tem a ver com o comprimento de onda da luz, isso quer dizer que mesmo que não a estejamos vendo, até nossa pele tem a capacidade de “ver” a cor que o está atingindo.

cor 05
Cores primárias, secundárias e terciárias: uma idade para cada cor

Para perceber visualmente as cores, os cones são as células nos olhos responsáveis por distingui-las.

O olhar/cérebro da criança nova ainda não sabe perceber/processar as diferentes cores. Por isso as crianças têm predileção por cores primárias (azul, amarelo e vermelho), sendo indicadas para brinquedos e decoração.

À medida que as percepções vão amadurecendo, misturas são bem entendidas. Quando as cores primárias se misturam, surgem as secundárias:

Verde=azul+amarelo;
Roxo=azul+vermelho;
Alaranjado=vermelho+amarelo.

Por isso que muitas vezes vemos adolescentes utilizando essas cores mais chamativas.

Finalmente vêm as cores terciárias, que surgem da mistura das três primárias e geram os tons de marrom. Criam ambientes, naturalmente, mais sofisticados e sóbrios.

cor 06
Cor lanchonete e hospital

Por que hospitais normalmente são verdes e lanchonetes costumam ser vermelhas e amarelas?

A cor verde, tão utilizada em hospitais, se justifica por dois motivos básicos: ajuda a acalmar os pacientes e visitantes em um ambiente que é naturalmente de estresse e preocupação; retarda o tempo de proliferação de alguns microorganismos.

Entretanto, o excesso de verde pode levar a um outro quadro: o excesso de calma pode virar depressão, abaixando, consequentemente, o sistema imunológico. Por isso o equilíbrio do uso de cores e a utilização de espaços hospitalares mais alegres e humanizados tem sido tendência.

Sobre as lanchonetes, principalmente as fastfood, procuram trabalhar com cores quentes. O vermelho cria a sensação de urgência, fazendo com que o cliente consuma e saia rapidamente, cedendo espaço para o próximo. Os amarelos e alaranjados estimulam a fome!

E, por falar em fome: boas ceias de Ano Novo! E muito sucesso e alegrias!
cor 07

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro