Morte de adolescente por dengue grave é confirmada pela Secretaria de Saúde

Morte de adolescente por dengue grave é confirmada pela Secretaria de Saúde

Uma adolescente de 13 anos morreu no último sábado, 13, por conta de complicações causadas pelo vírus da dengue. A informação foi confirmada pela Secretaria de Saúde (SS) nessa segunda-feira, 15. Conforme nota emitida pela SS, a menina estava internada na Santa Casa de Misericórdia e contraiu a doença na cidade.
Ainda de acordo com a pasta, o local onde a menina mora, na zona Sul, foi bloqueado pela Vigilância Epidemiológica, que levou agentes de endemia para um raio de até 15m da residência dela. O órgão deve pesquisar os focos, para que eles possam ser eliminados. Outro caso de morte por dengue grave já tinha sido registrado no dia 23 de janeiro. A vítima foi uma senhora de 73 anos, moradora da zona Norte.
Também nessa segunda-feira, 15, entrou em operação o primeiro Centro de Hidratação da cidade. Localizado no PAM-Andradas, o dispositivo receberá pacientes que apresentarem sintomas de doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. O centro conta com 20 leitos e 60 cadeiras para atendimento.
Conforme a chefe do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental, Michele Freitas, a intenção é ampliar a rede assistencial. “É o local onde os pacientes que apresentam os sintomas possam ter um atendimento adequado. Estamos de portas abertas, durante 24 horas, todos os dias da semana, inclusive nos finais de semana e feriados. Não precisa de encaminhamento. A pessoa pode chegar direto que será feita uma triagem e, logo depois, será encaminhada para a equipe de enfermagem e, por fim, pela equipe médica”, explica.
O tratamento indicado dependerá da situação do paciente e da gravidade da doença. “Por meio dos exames que serão executados no Centro de Hidratação, o paciente pode ficar em observação, tomando a medicação indicada no Centro, ou ainda, conforme o estado dele, poderá ser encaminhado para casa, com um kit dengue, composto por medicamentos e sais de hidratação, para que possa realizar o tratamento em casa”, esclarece Michele Freitas.
O segundo Centro de Hidratação será lançado no dia 22 de fevereiro e funcionará na Unidade Básica de Saúde (UBS) no bairro Benfica, zona Norte, conhecida como a antiga Policlínica. Cada um dos centros terá capacidade para atender a 300 pessoas por dia, em média, sendo que o prazo para internação na sala é de até 48 horas. A chefe do Departamento de Vigilância Epidemiológica e Ambiental ainda reitera a necessidade de as pessoas estarem atentas aos focos.
“É muito importante que as pessoas abram as suas casas para que os agentes passem e as vistoriem, mas além do trabalho do agente é fundamental que o morador continue se cercando de cuidados, porque 80% dos focos continuam dentro das casas”, reforça Michele.
A SS continua mobilizando outros órgãos e entidades para intensificar as atividades contra o mosquito Aedes aegypti nessa segunda-feira, 15. Inclusive, uma equipe da Secretaria de Atividades Urbanas (SAU) e do Exército estiveram no bairro Nova Era, zona Norte, para realizar o trabalho de combate aos focos. Ainda está prevista a contratação de 50 agentes de endemias, além dos 150 já contratados, para apoiar as ações nas vias e residências do município.