Secretarias realizam mobilização para auxiliar famílias benefiaciadas pelo Bolsa Família

Secretarias realizam mobilização para auxiliar famílias benefiaciadas pelo Bolsa Família

FOCO DA AÇÃO É A SAÚDE, UM DOS TRÊS QUESITOS OBRIGATÓRIOS PARA RECEBER O BENEFÍCIO

A Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) da Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), em parceria com a de Saúde (SS), realiza nos dias 14, 15 e 16 de dezembro um grande mutirão, com o objetivo de auxiliar os beneficiários do Programa Bolsa Família (PBF). A tenda estará na Praça da Estação, das 9h às 16h. Lá, a equipe formada por cerca de 25 pessoas estará à disposição para informar a respeito da atualização.
O foco da ação é o acompanhamento de saúde, que é um dos três quesitos que são obrigatórios para receber o benefício. Esta oportunidade permitirá ao assistido ter acesso ao pagamento do Bolsa Família. Quem não atualizar os dados cadastrais e não estiver em dia com o acompanhamento do sistema de saúde, não receberá o benefício.
A campanha contou com a mobilização das pessoas que recebem o benefício do Bolsa Família, por meio dos Cras (Centro de Referência em Assistência Social) e das Unidades de Atendimento Primário (UAPs). Mírian Monteiro, chefe do Departamento de Transferência de Renda da SDS, informa como foi o primeiro dia de evento: “E já no início da ação, muitas pessoas vieram participar. Pelo menos no período da manhã dessa segunda-feira, 14, entre 9h e 12h, mais de 100 pessoas passaram pelo stand montado na Praça da Estação”.
Quem recebe o Bolsa Família deve comparecer ao local com o número de identificação social e com o cartão de vacinas de dependentes atualizado. Caso não tenha o cartão em mãos, é possível pegar pelo número de identificação as informações no sistema. “A orientação para além do acompanhamento de saúde é que as famílias com o cadastro único cujos dados estejam desatualizados procurem a Secretaria de Desenvolvimento Social, para que a situação dos três itens – saúde, educação e assistência social –sejam atualizados e o benefício continue sendo pago regularmente”.
O foco da ação de atenção à saúde é o desenvolvimento dessa parcela da população, que é mais vulnerável. A estratégia de focalizar essas pessoas é garantir a oferta do serviço de saúde aos assistidos, assim como garantir o desenvolvimento das crianças, atuar na redução da mortalidade infantil e acompanhar o período de gestação das mulheres, por meio do pré-natal.
A iniciativa foi pensada para envolver as famílias que ainda não tinham comparecido e que não estivessem com o acompanhamento atualizado, para que pudessem fazê-lo e não perder o direito ao pagamento. A ação se destina preferencialmente às famílias com crianças entre zero e sete anos, mulheres de 14 a 44 anos e gestantes com acompanhamento pré-natal.

 

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro