Projeto feito por alunos da UFJF ganha reconhecimento estadual

Projeto feito por alunos da UFJF ganha reconhecimento estadual

Alunos da Faculdade de Engenharia Elétrica da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF) desenvolveram uma tomada inteligente, ativada por um aplicativo, capaz de controlar o funcionamento de equipamentos eletrônicos. O projeto ficou entre os 33 finalistas na 3ª Feira de Ciências e de Inovações Tecnológicas (Feicintec), realizada ontem, 9, em Belo Horizonte.
A “Tomada Smart” foi desenvolvida em um projeto de extensão da faculdade e conta com a participação dos alunos de graduação e pós-graduação, Caíque Rocha Miranda, André Luiz de Souza e Vinicius Lagrota Rodrigues da Costa.
“Nós empregamos uma metodologia de ensino chamada ‘aprendizagem ativa’, onde basicamente desafios são lançados para os estudantes e, ao longo dos períodos, eles desenvolvem alguns projetos”, explica o professor da Faculdade de Engenharia Elétrica, Fabrício Campos.
A ideia do projeto, segundo o professor, partiu de uma demanda por equipamentos que ajudam na redução do consumo de energia, por meio de uma tecnologia acessível financeiramente. “Identificamos uma solução fácil e simples de usar, que torna os equipamentos que já temos nas residências e não são inteligentes em aparelhos conectados e inteligentes”, conta Campos.
Um aplicativo controla, via internet, o funcionamento da Tomada Smart. “É possível controlar a tomada de qualquer lugar do mundo, escolhendo quando vai ligar, desligar ou agendar o funcionamento de qualquer equipamento que esteja ligado na Tomada Smart”, conta o estudante de pós-graduação em Engenharia Elétrica, Vinicius Lagrota.
De acordo com o estudante, a ideia do projeto é facilitar o uso dos equipamentos ao monitorar e controlar o uso de energia. “Você pode determinar no aplicativo qual é o máximo de consumo que um equipamento pode ter, por exemplo, agendando o ar condicionado para ligar e desligar em determinado horário e controlar a sua temperatura”, explica Lagrota.
O projeto chamou a atenção do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Minas Gerais (CREA-MG), que selecionou o projeto para representar a UFJF na 3ª Feicintec. A feira teve 234 projetos e inscrições de 75 instituições de ensino de diversas regiões do estado.
A última etapa da Feira aconteceu ontem, na capital do estado. A Tomada Smart ficou entre os 33 finalistas, e o projeto recebeu uma medalha de honra ao mérito, reconhecendo sua importância na inovação tecnológica brasileira.