Polícia Civil prende suspeitos de matar jovem na Rua Marechal Deodoro

Polícia Civil prende suspeitos de matar jovem na Rua Marechal Deodoro

A Polícia Civil (PC), por meio da Delegacia de Homicídios, prendeu dois suspeitos de matar um jovem de 22 anos na Rua Marechal Deodoro, Centro, no último dia 27. Os possíveis autores são primos, têm 21 e 23 anos, e foram presos na sexta-feira, 4, no bairro Solidariedade, região Sudeste.
Segundo o titular da Delegacia de Homicídios da PC, Rodrigo Rolli, a autoria do crime já havia sido desvendada pelos investigadores no dia do ocorrido. No entanto, os autores não haviam sido presos. “Fomos até a casa do autor no intuito de dialogar para que ele se entregasse, contudo, ele não o fez. Optamos, então, por representar pela prisão dos autores”, explica o delegado.
A motivação para a execução do jovem seria o envolvimento dele no homicídio do irmão do suspeito de 23 anos. “O irmão do autor foi morto no bairro de Lourdes, no dia 28 de dezembro do ano passado, depois de uma briga dentro de um bar onde, inclusive, o suspeito de 21 anos estava presente”, relata Rolli.
Segundo investigações da Delegacia de Homicídios, cerca de três semanas atrás os suspeitos tentaram executar o jovem que, na ocasião, conseguiu fugir. Contudo, os autores não quiseram se manifestar a respeito do crime e apenas negaram participação no homicídio.
Uma testemunha será ouvida ainda esta semana. Em conversas preliminares, ela afirmou que os suspeitos são realmente os autores da execução. O inquérito do caso deve ser entregue à Justiça até o final da semana.

Presos suspeitos de execução por pontos de tráfico


A Delegacia de Homicídios também prendeu outros dois homens suspeitos de envolvimento com o homicídio de um jovem de 22 anos no bairro Bonfim, zona Leste, no dia 7 de outubro. A vítima foi alvejada por 11 disparos, distribuídos entre a cabeça, o abdômen e as costas, próximo à coluna.
Um dos suspeitos, de 46 anos, é considerado o mandante do homicídio e teria oferecido, segundo testemunhas, R$30 mil para que outros quatro suspeitos, dois maiores e dois menores, executassem a vítima. Ele foi preso no Centro da cidade quando saía do Fórum Benjamim Colucci, na Rua Marechal Deodoro, Centro. Já o outro suspeito, de 27 anos, foi preso no bairro Bairu, zona Leste.
No dia da execução, a vítima estava acompanhada de outras três pessoas, que identificaram os suspeitos de envolvimento na execução. “Segundo os familiares da vítima, o mandante teria promovido um churrasco em comemoração à morte do jovem, dando tiros para o alto e ameaçando a família de morte caso interviesse”, relata Rodrigo Rolli.
O outro maior, de 20 anos, está foragido. Os dois menores, ambos de 16 anos, já tiveram o pedido de acautelamento enviado à Vara da Infância e da Juventude. O crime teria sido motivado por um conflito entre o suposto mandante e a vítima, que disputavam pontos de tráfico na zona Leste.