Cidade - Centro 1

Programa de Castração do Dcan está próximo de atingir 19 mil operações

Programa de Castração do Dcan está próximo de atingir 19 mil operações

Desde seu início, em 2013, até 2017, o Programa de Castração está próximo de alcançar o marco de 19 mil operações. As cirurgias são realizadas por meio do Castramóvel e através de clínicas veterinárias conveniadas ao programa. O projeto faz parte de uma ação desenvolvida pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana (Demlurb).

Para a gerente do Departamento de Controle Animal (Dcan), Miriam Neder, o principal objetivo do Programa de Castração é a diminuição do abandono: “Já estamos observando uma redução no número de animais errantes e acreditamos que, em poucos anos, a diferença será significativa".

O médico veterinário do Canil Municipal, Fábio Valverde Barbosa, alerta a população sobre os benefícios do procedimento: “A castração previne o surgimento de tumores na mama, no caso das fêmeas. Em relação aos machos, evita a hiperplasia prostática, uma doença que causa o aumento da próstata, fazendo com que o animal tenha dificuldade de urinar, gerando uma infecção urinária. Além disso, beneficia a convivência entre animais da mesma residência”.

O veterinário explica que a castração também reduz o número de partos de cadelas errantes na cidade e, consequentemente, a população de cães e gatos abandonados nas ruas. Isso diminui riscos indiretos, como: acidentes com automóveis, mordidas e transmissão de doenças para os seres humanos.

O cadastro no Programa de Castração é feito por telefone, através do número 3690-3545. O proprietário responde a um questionário, informando porte do animal, idade, raça, condição de saúde, se passou por um procedimento cirúrgico ou tratamento recente, ambiente em que habita e se existem outros animais no local. Antes do procedimento, é recomendado ao proprietário que o animal fique em jejum de 12 horas.


 Fonte: Assessoria/ PJF

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro