Comboio do Bem leva alegria ao Natal das crianças

Comboio do Bem leva alegria ao Natal das crianças

Tornar o Natal das crianças mais que especial. Este é o objetivo do “Comboio do Bem”, que há 17 anos mantém a tradição de doar brinquedos e divertir crianças especiais. Neste ano, serão 439 cartinhas entregues no dia 8 de dezembro, beneficiando alunos da Associação de Pais e Amigos Excepcionais (Apae) , da Escola Estadual Maria das Dores e dos institutos Bruno e Vitória.


Nascida de um gesto de nobreza do radialista William Boy, a ação social busca arrecadações através de cartinhas que as crianças escrevem ao “Papai Noel”. “Fiquei sabendo que as cartinhas que as crianças escreviam para o ‘Papai Noel dos correios’ ficavam encalhadas e nem todas eram atendidas. Eram mais de 250, mas que ainda não tinham tido destinação”, lembra William.


Segundo ele, os grandes responsáveis pelo sucesso do comboio são amigos e pessoas que se dispõem a doar. “A ação não é minha há muito tempo. Ao longo desses anos, são vários os colaboradores que ajudaram. Até mesmo as crianças: a sugestão da ‘Mamãe Noel’ foi delas, que viram que o Papai Noel estava sozinho”, conta. O projeto é formado por voluntários independentes, Exército, Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Aeronáutica, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil, Marinha, Polícia Federal, Guarda Municipal, Settra e Correios.


Desde que se vestiu de Mamãe Noel pela primeira vez, a Cristiane Gama revela que o seu Natal não é mais o mesmo. “Meu Natal teve um significado muito mais importante. É uma data que eu aguardo com entusiasmo e amor, principalmente na hora de entregar os presentes para a criançada. É algo que envolve tanto, que até a minha família participa”, destaca.


William ressalta que não sabe a quantidade de presentes que distribuiu nesses anos, mas é um número que não importa para ele, já que a sua preocupação é a felicidade dos pequenos. “Todo mundo me pergunta isso, mas nunca fiz essa conta. A gente se preocupa é com a felicidade das crianças e que todas as cartas sejam atendidas”, reforça.


A coordenadora do Projeto Papai Noel dos Correios, em Juiz de Fora e Zona da Mata, Maria do Carmo Lopes, explica que, em média, 10 mil cartas de Natal são recebidas e cadastradas pela companhia. Neste ano, o propósito é dobrar o número. “A gente entra em contato com escolas públicas, municipais e estaduais. Geralmente, são colégios da periferia, onde se encontram crianças em situação de vulnerabilidade. No contato com os diretores, a gente explica como eles devem proceder”, esclarece. “As crianças escrevem a carta e elas são encaminhadas para os correios, na qual são cadastradas uma a uma no registro nacional. Logo após o padrinho escolhe a carta, traz o presente e a gente entrega na instituição”, acrescenta.

 

COMO AJUDAR


As cartas estão disponíveis com os organizadores da iniciativa. Quem não puder ler e separar uma cartinha, também existe a opção de contribuir com dinheiro. “Para mim, o peso de alguém que adota uma carta de R$1 ou R$100 é o mesmo. Todas as pessoas têm a sua situação financeira e compreendemos, o importante é abrir o coração”, reconhece William. Os interessados em participar do "Comboio do Bem" podem entrar em contato diretamente com o idealizador do projeto, pelo número (32) 99965-8095.

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro