Dia da Luta Antimanicomial é comemorado com eventos em Juiz de Fora

Dia da Luta Antimanicomial é comemorado com eventos em Juiz de Fora

Em comemoração ao Dia Nacional de Luta Antimanicomial, a Prefeitura de Juiz de Fora (PJF), realiza desde quarta-feira, 17, até sexta-feira, 19, na Praça Antônio Carlos, eventos diversificados para profissionais da área de saúde mental e para os usuários dos Centros de Atenção Psicossocial (Caps) do Departamento de Saúde Mental (DSME) da Secretaria de Saúde (SS). Em todo o país, a data é marcada por ações que promovem a conscientização e a melhoria da qualidade de vida dos pacientes psiquiátricos. No início do mês, o Ministério Publico Federal (MPF) emitiu uma nota técnica da

Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão (PFDC) sobre as diretrizes legais que devem orientar as políticas públicas destinadas a pessoas em sofrimento mental.

Na nota é reafirmada a necessidade da implementação de reformas psiquiátricas antimanicomiais no Brasil e a adoção, de acordo com a Lei 10.216/2001, de políticas públicas voltadas pra a inclusão dessa população por meio de atendimento que priorize sua inclusão e autonomia

Em Juiz de Fora, o principal objetivo do evento é lutar contra qualquer tipo de preconceito existente na sociedade em relação a pessoas que tem algum tipo de sofrimento mental, ou fazem uso abusivo de álcool, proporcionando assim uma nova forma de visão para as pessoas.

A Gerente do Departamento de Saúde Mental, Andreia Stenner, conta que o evento tem como foco chamar a atenção da população para a questão de saúde mental. “Essa semana é de extrema importância para o nosso município. A cidade já foi conhecida por integrar o 'Corredor da Loucura', juntamente com Barbacena e Belo Horizonte. Temos muito para aprender sobre convivência”, explica.

De acordo com ela, atualmente são abrigados no departamento 8 mil pessoas em tratamento. “Nós oferecemos tratamentos, desde consulta até atendimentos intensivos em oficinas terapêuticas”, conta.
Segundo a gerente, o evento é uma oportunidade para que o tema seja debatido e mais pessoas sejam beneficiadas na luta pela humanização do tratamento. “De maneira geral, sociedade, familiares, trabalhadores que se sentem excluídos, são beneficiados por esse tipo de ação, e essa é uma oportunidade de repensar uma sociedade mais justa, mais igualitária e mais democrática para estas pessoas”, afirma.

O tema de abertura foi “Preconceitos e Inserção Social com o Usuário após a Implementação da Rede de Atenção Psicossocial” na quarta-feira. Na quinta-feira, 18, a programação contará com o desfile “Superar é Genial”, baseado em nomes importantes da história, como Van Gogh, entre outros. Os residentes das casas terapêuticas desfilarão vestidos a caráter. “Procuramos trazer o tema 'loucura' para as ruas, citando nomes importantes para a história mundial, para que as pessoas possam enxergar o assunto com outro olhar, e perceber que a loucura está em todos nós, e devemos aprender a conviver com ela”, complementa. Além do desfile, barraquinhas de oficinas terapêuticas com produtos confeccionados pelos usuários, recreação e atividades lúdicas, como yoga e dança, também integram o evento

No último dia de comemoração, será realizado o Torneio de Futebol dos Caps de Juiz de Fora e região, na sexta-feira, 19, das 8h às 16h30, na quadra do Sport Clube, que contará com a presença de municípios vizinhos como, Lima Duarte, Santos Drumond, Ubá, Matias Barbosa, que virão à cidade para competir.

COMO A DATA SURGIU


A data surgiu em maio de 1987 durante a I Conferência Nacional de Saúde Mental e do II Congresso Nacional dos Trabalhadores de Saúde Mental, em Bauru-SP. No encontro, foi realizada uma discussão sobre a ação política e a necessidade de intervenção social para o problema da saúde mental, alertando, especificamente, para a desumanidade dos manicômios e para a importância da criação de uma rede de serviços substitutivos ao modelo manicomial que acarretava o isolamento e a exclusão social dos portadores de sofrimento mental.

Com a criação do Movimento Luta Antimanicomial foi estabelecido o lema “Por uma sociedade sem manicômios”, e foi definido o 18 de maio como o Dia Nacional da Luta Antimanicomial.

Logotipo do Grupo DMI    Logotipo da Agência Formigueiro